Aprenda LaTeX

Data da última alteração: 2008-07-22.
Data de criação: 2008-03-22.

Palavras-chave: LaTeX, tutorial, Computação.

Conteúdo

Introdução

O LaTeX é uma linguagem para processamento de documentos que permite produzir saídas com qualidade tipográfica profissional, costumeiramente utilizado para processamento de trabalhos científicos na área de ciências exatas, mas versátil o bastante para ser utilizado para outros fins, como tipografia de teses, livros e brochuras.

A pronúncia correta é "Lah-ték" ou "Lei-ték", e não como a pronúncia em português de latéx (borracha). O nome deriva de outro aplicativo, o TeX, criado por Donald E. Knuth, que permite a tipografia de textos contendo fórmulas matemáticas e com qualidade tipográfica profissional. O ancestral mais recente, no qual as versões atuais do TeX se baseiam foi lançado em 1982, e a cada nova versão do TeX desde então ele se aproxima em uma casa decimal de Pi. A versão atual é 3,141592.

Para ser mais preciso, o LaTeX é uma linguagem macro que usa internamente todo o motor do TeX para criar suas saídas. A vantagem de usá-lo é que toda a formatação e tipografia já está otimizada por profissionais, de forma que com praticamente nenhum ajuste inicial você tem um documento com qualidade bem aceitável (ou pelo menos várias ordens de magnitude melhor do que o gerador por um processador de texto).

Apesar de onipresente no mundo acadêmico, o primeiro contato de muitas pessoas com o LaTeX acaba sendo somente na pós-graduação, quando descobrem os problemas de escrever uma tese num processador de textos. Seja qual for o fim para o qual você precisa aprender LaTeX, juntei aqui as principais referências para você sair do nível 0 até a proficiência.

Primeiros passos

Obtendo uma distribuição LaTeX

Um documento em LaTeX nada mais é do que um arquivo texto com extensão .tex com alguns comandos especiais que precisam ser interpretados por um compilador LaTeX. Depois de compilado o .tex é convertido para um formato chamado DVI (Device Indenpendent File) .dvi - ou ainda PostScript (.ps)/Portable Document Format (.pdf).

A primeira coisa que você vai precisar portanto é obter um programa que transforme seus arquivos .tex em pdf's. Este programa costuma vir em um pacote chamado distribuição LaTeX. Esse procedimento vai variar dependendo do seu sistema operacional. Vou cobrir as duas principais alternativas:

  1. Sistemas Unix. A distribuição mais comum hoje é a TeX Live. Praticamente toda distribuição Linux/BSD já tem essa distribuição no seu repositório de pacotes. No Ubuntu e outros sistemas Linux baseados no Debian, basta utilizar o comando abaixo para instalar o LaTeX com todos os recursos:
    sudo apt-get install texlive-full
  2. Sistemas Windows. No Windows a distribuição mais tradicional é a MikTeX. Basta baixar o instalador a partir do site oficial e baixar o resto dos pacotes durante a instalação.

Obtendo um editor

Com uma distribuição do LaTeX instalada, você já pode compilar seus arquivos .tex, mas o processo de edição se torna muito mais facilitado se você tiver um editor específico que lhe permita compilar automaticamente seus arquivos, possua o recurso de colorir automaticamente o seu código (syntax highlighting) e outros penduricalhos. Seguem algumas indicações:

  • TeXnicCenter. Editor para Windows com interface bem amigável, compilação a partir do próprio programa, referências de erros, tabelas de símbolos entre outros recursos.
  • Texmaker. Editor unicode de LaTeX multiplataforma (Unix, MacOSX, Windows) com recursos similares ao TeXnicCenter e conversor automático LaTeX -> HTML incluso.
  • Vim. Editor multiplataforma inspirado no vi, com muitos recursos e extensibilidade. Indicado para usuários mais avançados.

Exemplos de arquivos LaTeX

Uma boa forma de testar a instalação da sua distribuição LaTeX e dos editores, é rodar alguns exemplos de .tex e comparar com a saída já compilada. Também é uma forma de ver alguns exemplos de arquivos .tex. Aqui estão alguns com os principais recursos básicos do sistema:

  1. Exemplo 1: documentos em duas colunas, tamanhos e estilo de fonte, ambientes de descrição e saídas do tipo verbatim.
  2. Exemplo 2: fórmulas matemáticas e tabelas.
  3. Exemplo 3: figuras, referências e bibliografia.

Material de estudo

Com o editor e a distribuição instalados e funcionando, vamos agora às apostilas para estudo. Há bastante material gratuito online assim como excelentes livros em papel disponíveis. Começando pelos recursos online:

  • The Not So Short Introduction to LaTeX (or LaTeX in 2e in 139 minutes). De longe é um dos melhores livros sobre LaTeX já escritos, com uma quantidade enorme de exemplos, listas de símbolos, dicas e customização. Também há uma versão em Português, traduzida pelo Demerson André Polli. Consulte também o site oficial na CTAN (Comprehensive TeX Archive Network). É possível imprimi-lo em formato de brochura e mandar encadernar, para ficar em formato de livro. Durante a época de iniciação científica eu fiz isso e deixei o lshort como meu livro de cabeceira.
  • A Gentle Introduction to TeX - A Manual for Self-study. Via de regra o lshort vai ser autosuficiente para o seu início em LaTeX, mas se você tiver alguma curiosidade sobre os detalhes sujos do TeX, vale a pena ter essa referência como backup.

Também há bons livros sobre o assunto. Dois que merecem destaque são:

Aprofundando os conhecimentos

Apesar das referências indicadas anteriormente serem bastante extensivas, certamente haverão outras dúvidas no curso do seu aprendizado e uso da linguagem, ou quem sabe você vai já sabe escrever artigos e agora quer fazer um poster em LaTeX. Ou ainda uma apresentação. Seguem algumas dicas.

Tirando dúvidas

Digamos que você está querendo fazer alguma coisa um pouco diferente do coberto nos materiais introdutórios. Por exemplo, colocar uma imagem no cabeçalho (cola: pacote fancyhdr), ou talvez está tendo algum problema bizarro com as fontes em pdf. Um excelente ponto de partida, é o site: TeX Frequently Asked Questions on the Web. É um conjunto de perguntas e respostas bem completo e procurável cobrindo um grande número de cenários e situações. Resolveu minhas dúvidas diversas vezes.

Se a FAQ não der resultado, apele para a mãe Google.

Fazendo cartões de visita em LaTeX

Você pode estar perguntando: se eu posso escrever artigos acadêmicos e teses de mestrado, livros, brochuras e cartas, porque não também cartões de visita? Sim, é possível! Duas alternativas abaixo:

  1. Make your own business cards - É a solução que eu costumo utilizar para confeccionar os meus cartões acadêmicos. Exemplo: acadcars.tex
  2. CardTex: A business card macro for LaTeX - Outra alternativa utilizando macros.

Fazendo Posters em LaTeX

Você quer apresentar um Poster em um congresso ou evento científico mas não quer ter que jogar fora todo o material que você já tem pronto em LaTeX fazendo o Poster no PowerPoint. A boa notícia é que é possível sim fazer Posters de boa qualidade em LaTeX. Procurando no Google você encontra diversas referências sobre como fazê-lo. Algumas soluções que eu já testei:

  1. Using LaTeX to produce conference posters. É a que eu elegi para fazer a maioria dos meus posters. Basicamente nós dividimos o documento em class A0 em três colunas e colocamos o material utilizando \textboxes{}. É muito prático para colar de outros trabalhos que já estão em LaTeX e reaproveitar código (de relatórios Fapesp, artigos ou teses por exemplo). Exemplo: poster-9emr.tex, vide o resultado final em poster-9emr.pdf.
  2. Conference Posters in Linux. Contém um outro exemplo de poster (em formato horizontal) e uma boa coletânea de links também.
  3. LaTeX Poster Macros, Examples, and Accessories. Outra opção, usando macros e estilos próprios.

Fazendo apresentações em LaTeX

Novamente, para que jogar fora tudo o que você já tem em LaTeX e usar um aplicativo extra para fazer suas apresentações? É possível fazer apresentações com excelente qualidade gráfica inclusive com animações e efeitos multimídia com os pacotes apropriados:

  1. Generating slides in Latex using pdfscreen. Das opções disponíveis é a que tem menos sofisticação gráfica. O que eu gosto do PDFscreen é a possibilidade de transformar facilmente um artigo em apresentação e/ou handout, mudando apenas alguns comandos no cabeçalho. Um exemplo de resultado final usando ele: apresentacao-mae328.pdf e o respectivo código fonte em .tex: apresentacao-mae328.tex.
  2. prosper - a LaTeX class for writing transparencies. Em temos de qualidade gráfica, é a minha solução favorita, apesar de os aspectos multimídias não serem tão fortes. Um bom tutorial pode ser encontrado em A Prosper tutorial. Um exemplo de resultado final: maincor.pdf e seu código fonte maincor.tex.
  3. The LaTeX Beamer Class. Uma outra alternativa para fazer apresentações de qualidade no LaTeX.

Outros links

Outros links com recursos interessantes:

Páginas Relacionadas

Envie seus comentários a respeito


E-mail: Nome:
URL:

Comentários

  1. douglas comentou.
    2009-07-11 11:11:00
    bem, gostei do seu material.
    to precisando elaborar uma classe para o latex, mais até agora não tive ideia de como começar.
    agradeço qualquer ajuda.
  2. Rafael comentou.
    2009-08-13 03:10:00
    Muito obrigado, é possível que você não faça idéia do quanto ajudou.
  3. Umberto comentou.
    2010-06-16 21:17:00
    Valeu Fernando, eu tava encanado se dava para fazer ou não um poster em Latex... Seu poster ficou muito bom mesmo! Vou ter de fazer um poster para o Workshop de teoria dos Jogos e suas dicas vão ajudar muito!